4 informações essenciais sobre o reajuste do valor do aluguel

O reajuste do valor do aluguel é temido pelos inquilinos. Mas antes de tudo é preciso entender sobre os prazos e, principalmente, sobre como funciona esse cálculo. Assim, o planejamento financeiro em casa fica ainda mais tranquilo! Confira neste post tudo sobre o reajuste do valor do aluguel e se programe.

Qual o prazo para acontecer o reajuste do valor do aluguel

Atenção principalmente para os inquilinos de “primeira viagem”. O valor do aluguel geralmente é reajustado após um ano de contrato e não no início de cada ano.

Na imobiliária Souza Gomes em Juiz de Fora essa dúvida do locatário é frequente. Chega dezembro e, seja por telefone ou e-mail, a pergunta é comum: “meu aluguel vai aumentar no próximo ano?”. Sim, provavelmente irá aumentar quando o seu contrato completar 12 meses. De qualquer forma, analise o que estiver constando no contrato do seu aluguel pois esse prazo pode variar, mas a mudança não será em um mês padrão para todos.

Não custa ressaltar: esse reajuste é feito no valor do aluguel. As outras taxas do inquilino (condomínio e IPTU) são calculadas separadamente, pela assembleia dos moradores e pela Prefeitura da sua cidade, respectivamente.

Quem decide o reajuste do valor do aluguel

O reajuste do valor do aluguel é feito de acordo com índices nacionais. Não é um número tirado da cabeça ou definido por puro achismo pela imobiliária.

É o caso do IGP-M (Índice Geral de Preços Mercado) e do IPC (Índice de Preços ao Consumidor). Já pode ir se acostumando com esses índices, viu? Eles são indexadores de tarifas de serviços de todo o país.

Novamente vale aquela olhada no contrato de locação, que você assinou antes de se mudar, para conferir qual índice é usado no cálculo de aniversário.

Ah, como os índices são valores que embasam negociações nacionais, em uma pesquisa rápida na internet você encontra todos eles atualizados com facilidade. Ou então você pode conferir no site do Banco Central um passo a passo.

Como é feito o cálculo

Nem precisa de calculadora para saber o reajuste do valor do aluguel. Confira como é fácil!

Se o IGP-M foi de 6% naquele mês, é só pegar o valor do seu aluguel e multiplicar. Por exemplo: aluguel de R$ 1.500 x 6% = R$ 1.590,00 será o novo valor por mais 12 meses.

E vale outra dica: você mora e depois paga, lembra? Então o reajuste virá no seu 13° mês de aluguel e não no aniversário.

O valor do aluguel pode diminuir?

Como o índice sofre variações ao longo dos meses – por uma série de motivos alheios ao mercado imobiliário – não é incomum que esse valor mensal seja negativo. Em 2019, inclusive, aconteceram alguns momentos assim.

Mas, calma, isso não significa que o aluguel vai abaixar de preço!

E agora? Confira o contrato mais uma vez. Existem cláusulas que especificam esse tipo de caso e congelam o valor do aluguel para índices abaixo de 0.

Um dos motivos para essa cláusula existir está no entendimento que proprietário do imóvel locado também tem o seu planejamento financeiro, contando com esse valor fixo ao longo dos meses.

Evite surpresas

O aluguel em Juiz de Fora cresce a cada mês e a informação é imprescindível, principalmente sobre o reajuste para que o inquilino não seja pego desprevenido no meio do seu contrato.

Por isso, vale ressaltar uma coisa que nem todo mundo pensa. Não custa você ter em mente esse reajuste na hora que você estiver olhando o preço dos imóveis de um futuro aluguel. 

Falando em informação, confira outras dúvidas que todo locador tem no dia a dia do imóvel alugado. 

aluguel em juiz de foraPowered by Rock Convert

Thaiza ass

Thaiza Gribel


Thaiza é jornalista e Assessora de Comunicação da Souza Gomes Imóveis

O que você achou desse texto?

%d blogueiros gostam disto: