Saiba como fazer a mudança para o imóvel novo

Ah, a tão sonhada mudança para a casa nova… É a última etapa de um processo que passou pela pesquisa do imóvel ideal, visita, negociação, assinatura de contrato e, agora sim, você já pode ir para o novo lar! É tudo de bom, apesar daquele trabalho de empacotar e colocar tudo no lugar, né? Por isso, confira como fazer a mudança para o imóvel novo!

Quem procurar primeiro

Assim que você estiver com as chaves na mão, tem que procurar o síndico ou a administradora do condomínio para conversar sobre a mudança.

A imobiliária não é responsável por esse processo. E é normal pensar isso. Mas, a imobiliária pode te indicar o contato do síndico ou informar qual é a administradora, por exemplo.

De qualquer forma, a imobiliária está à disposição para te ajudar com as orientações, viu?

Outra figura que pode colaborar bastante para a sua mudança é o porteiro.

Aproveitando que você está se mudando já, já e se informe no vídeo se é preciso trocar as chaves do imóvel:

Horário para mudança

Uma das primeiras coisas para você definir como fazer a mudança para o imóvel é saber se existe no condomínio algum horário específico ou se pode chegar com suas coisas a qualquer momento.

A gente já te adianta que, na grande maioria dos casos, os horários são restritos aos fins de semana. Principalmente aos domingos!

Mas, em resumo, você tem que conferir com o síndico ou administradora do condomínio sobre qual é o momento ideal para levar sua mudança.

Eventualmente, essa é uma norma do prédio. Você não quer começar o seu relacionamento com os vizinhos com o pé esquerdo, não é mesmo?

Permissão da via

Outra coisa que você tem que checar quando procura como fazer a mudança para o imóvel novo é sobre a rua.

Isso mesmo. Pode parecer óbvio, mas muita gente para na via por horas durante a mudança e, em diversos casos, esse estacionar não é permitido.

Principalmente em vias de muito movimento!

Já pensou na dor de cabeça que vai ser tomar uma multa só porque acho que não ia ter problema parar ali? Pois é, fique de olho para não contar com esse gasto num momento tão importante que é a mudança para o novo lar.

Em avenidas importantes, como é o caso da Itamar Franco e Rio Branco em Juiz de Fora, é proibido.

Então além de conferir a sinalização da via, troque uma ideia com o síndico ou administradora do condomínio sobre as suas alternativas de locomoção durante a mudança.

Por exemplo, se pode usar a vaga de um condômino emprestada.

Autorização da Prefeitura

Em casos mais extremos, os órgãos competentes, como a Prefeitura da sua cidade podem intervir.

Eles podem emitir uma autorização para colar no vidro do carro ou caminhão da mudança. Assim, você tem o respaldo legal para subir com as suas coisas com tranquilidade!

Em Juiz de Fora, por exemplo, essa autorização pode ser emitida pela Settra.

Barulho durante a mudança

A gente já falou de como é importante manter um bom relacionamento com os vizinhos. Principalmente nesses primeiros momentos de convívio no prédio.

E um dos pontos de maior harmonia (e confusão) nos condomínios é em relação ao barulho.

Vamos combinar, a mudança pode fazer um barulhão com aquele “arrasta” de móveis e conversas altas no hall.

Então, lembre-se de que, para os seus vizinhos, o seu dia de mudança é mais um dia em suas vidas. Então eles, assim como você, precisam de sossego em casa.

Elevador

Outra norma que você precisa respeitar a fim de garantir o ir e vir dos demais condôminos durante a sua mudança é sobre o elevador.

Se o prédio tem elevador de serviço, fica claro o seu uso!

Mas como fazer a mudança para o imóvel novo se o prédio só tem um elevador? Bom, novamente, uma conversa com o responsável te garante uma tranquilidade nesse quesito. Dessa forma, você estará dentro das normas combinadas em reunião de condomínio.

Como fazer a mudança para o imóvel novo sem pensar na estrutura do condomínio? Não tem jeito.

Algumas boas práticas são aconselháveis para garantir a manutenção do elevador, como é o caso de forros no chão e nas paredes.

Se a mudança demorar para acontecer

Você alugou um imóvel e mal vê a hora de estar na casa nova? A gente sabe como é essa sensação.

Por isso, confira os prazos para programar a sua mudança:

Como fazer a mudança para o imóvel novo: outros pontos

E, por fim, tem alguns últimos detalhes para você fazer a mudança que é sempre bom falar.

  • Contrate um profissional de confiança para realizar o transporte ou chame os amigos para te ajudarem;
  • Atenção com os custos dessa mudança para não gastar mais do que pode;
  • Meça todos os móveis antes de colocar no caminhão para saber se vão caber na sua casa nova;
  • Confira quais móveis ou demais itens podem ser desmontados e já pense em como vai colocar tudo no lugar novamente;
  • Nomeie as caixas e sacolas para facilitar a sua organização em casa;
  • Envolva os itens mais frágeis com plásticos e jornais;
  • Confira a voltagem do novo imóvel para não queimar nenhum aparelho eletrônico.

Se ficou alguma dúvida, é só deixar o seu comentário abaixo.

Na imobiliária Souza Gomes, temos mais de 2 mil imóveis disponíveis para você comprar ou alugar em Juiz de Fora.

Thaiza ass

Thaiza Gribel


Jornalista e Assessora de Comunicação da Souza Gomes Imóveis

O que você achou desse texto?

%d blogueiros gostam disto: