5 erros a serem evitados na compra do primeiro imóvel

Tempo de leitura: 3 minutos

Comprar o primeiro imóvel pode dar muito certo ou se tornar um pesadelo. Conheça os principais erros ao negociar a compra da residência.

Mesmo com a situação delicada do cenário econômico atualmente, o mercado imobiliário se aqueceu consideravelmente nos últimos tempos. Muitas pessoas visam uma oportunidade de obter lucro ou simplesmente comprar o primeiro imóvel. Mas, para garantir o melhor negócio, é imprescindível ficar de olho para não cometer alguns erros comuns ao adquirir o primeiro lar.

1 – Não pesquisar muito antes de comprar

Um dos erros mais comuns que alguém pode cometer antes de comprar o primeiro imóvel é não pesquisar o suficiente. É valido lembrar que esse tipo de negócio envolve investimentos elevados, e que aquela propriedade fará parte da vida de quem o compra por muito tempo. Portanto, é importante coletar o máximo de informações e subsídios para decidir com sabedoria.

Use e abuse da internet. Avalie qual é o preço do metro quadrado médio na região do apartamento ou casa onde você quer morar e compare com o imóvel que encontrou. Com a valorização do mercado, alguns proprietários colocam preços altos e, se o comprador não estiver bem informado, acaba pagando bem mais do que deveria. Pesquise e só faça propostas ao se sentir à vontade.

2 – Comprar o primeiro imóvel que encontrar

Na hora de comprar um imóvel, não vale deixar a emoção tomar conta da negociação. É preciso, nesse momento, ser o mais pragmático possível. Em vez de buscar uma região apenas por uma qualidade qualquer (ou descartar outras por preconceito ou pouco conhecimento sobre) se informe um pouco melhor antes. Ao comprar o primeiro imóvel que você encontrar, você pode deixar passar outros com melhor custo-benefício, por exemplo.

Regiões que eram nobres há algum tempo atrás pode estar enfrentando problemas, enquanto os bairros que eram vistos com maus olhos podem ter recebido melhorias e estarem valorizando. Em tempos de pesquisa, vale ter a mente aberta e averiguar as oportunidades que estavam “escondidas”.

3 – Não analisar o parcelamento

Antes de aceitar de cara o acordo que o banco, instituição de crédito ou corretora oferece, faça uma análise fria das suas contas: considere o valor líquido que recebe mensalmente, os gastos que são fixos, despesas extras para imprevistos e assim veja se poderá arcar com esse débito. Uma dica é cortar supérfluos e garantir o pagamento das parcelas sem nenhum problema. Também vale analisar a proposta de mais de um local.

4 – Não ler o contrato atentamente

O contrato é parte essencial para que você conheça seus direitos e deveres na negociação. Jamais se deve assinar o documento antes de checar as cláusulas, pois existem empresas que agem de má fé e diminuem ao máximo suas obrigações, expondo o comprador a riscos e responsabilidades desnecessárias. Se possível, conte com o auxílio de um profissional do ramo, como por exemplo um corretor de confiança.

5 – Desconsiderar outros tipos de gasto

Outro erro que deve ser evitado na compra do primeiro imóvel é não considerar as taxas e impostos. Lembre-se que, além do valor das prestações do financiamento ou da quantia à vista, uma série de custos deverão ser arcados. O Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), é um item que deve entrar na sua lista, caso adquira uma casa ou apartamento já construído.

Além disso, devemos lembrar de taxas como o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), que costuma ser um pouco alto nas grandes cidades, especialmente em bairros nobres. Taxas condominais, para quem vai morar em prédios, também devem ser consideradas, principalmente se a unidade contar com áreas de lazer, espaço gourmet, academia e portaria 24 horas – isso costuma encarecer o valor a ser pago.

Os imóveis na planta também têm suas demandas, como escritura, registro, ITBI e o juros da variação do Índice Nacional de Custos na Construção (INCC). Também é importante lembrar das despesas fixas, como água, luz e telefone. Quando somadas todas as despesas, elas passam a representar importâncias altas que podem transformar-se em inconvenientes financeiros  para o comprador.

Esses são os principais erros que são cometidos e devem ser evitados ao comprar o primeiro imóvel ou até mesmo os próximos.

Ficar atento é uma boa dica para evitar outros deslizes e garantir que a aquisição da residência será um sucesso. Boa sorte!

Blog Souza Gomes VR


Texto escrito pelo Portal Viva Real exclusivamente para o Blog Souza Gomes.
www.vivareal.com.br

O que você achou desse texto?

%d blogueiros gostam disto: