Mitos e verdades sobre o Minha Casa Minha Vida

Diariamente as pessoas pesquisam sobre como fazer um bom financiamento imobiliário e o programa da Caixa Econômica Federal é uma ótima opção. Mas será que tudo que ouvimos por aí é verdade? Hoje você entende quais são os mitos e verdades sobre o Minha Casa Minha Vida.

O que é o Minha Casa Minha Vida?

Para início de conversa, o programa surgiu em 2009. Foi uma iniciativa do Governo Federal que oferece condições mais atrativas para o financiamento do primeiro imóvel.

Quais são as fases do Minha Casa Minha Vida

Em suma, atualmente existem 4 fases do programa. Confira, em especial, mais detalhes sobre a fase 3.

É muito comum as pessoas falarem sobre subsídio quando o assunto é essa modalidade de financiamento. Mas, afinal, do que se trata? Todos tem direito a esse “desconto”? A resposta é NÃO. Nem todos conseguem esse benefício.

Em resumo, o subsídio é proporcional à renda e a quantidade de participantes no financiamento. Ele nada mais é do que uma ajuda do governo. Quanto menor a renda, maior o subsídio, pois subentende-se que um participante com menos renda precisa de mais incentivo e ajuda para a aquisição. O valor da renda determina de quanto será o subsídio e ele pode chegar ao teto máximo de R$27.500,00.

Para mais detalhes sobre a renda e faixas do Minha Casa Minha Vida, clique aqui e confira outro texto em nosso blog.

Como funciona a taxa de juros do MCMV

Um dos primeiros mitos e verdades sobre o Minha Casa Minha Vida é relacionado a taxa de juros. Ela é a mesma para todo mundo? A resposta também é NÃO.

Assim como o subsídio, a taxa de juros também é definida de acordo com a renda do participante. Quanto menor a renda, mais baixo será o juros do financiamento.

Quanto é o valor de entrada

É verdade que não precisa dar entrada? NÃO. 

Por mais que o programa tenha sido criado para facilitar a compra do primeiro imóvel, ainda é necessário que o participante disponibilize o valor da entrada do financiamento.

Portanto, esse valor será determinado de acordo com a renda comprovada. Algumas construtoras, por exemplo, oferecem a opção de dividir essa entrada em alguns meses.

Qual imóvel você pode comprar

E tem mais mitos e verdades sobre o Minha Casa Minha Vida. Escutamos por aí que só é possível comprar pelo programa um imóvel com acabamento simples ou de má qualidade.

Contudo o mercado oferece inúmeros imóveis de qualidade inquestionável que se enquadram no programa. Muitos construídos por empresas renomadas e localizados em regiões centrais, com elevador, sacada, vaga de garagem coberta e acabamento em porcelanato.

Dois exemplos de lançamentos Minha Casa Minha Vida em Juiz de Fora com todas as especificações de qualidade citadas acima são o Poço Rico Residências e o Avenida Sete Residências.

Todos os mitos e verdades sobre o Minha Casa Minha Vida resumidos

Tanto você quanto o imóvel precisam se enquadrar, certo? Recapitulando, veja as exigências do Minha Casa Minha Vida:

  • O proprietário não pode ter um imóvel em seu nome;
  • A renda máxima é de R$6.500,00 e precisa ser comprovada;
  • Não pode ter restrição de crédito;
  • O imóvel a ser financiado precisa ser novo.

Um corretor de imóveis de sua confiança saberá te orientar diante de todos os mitos e verdades sobre o Minha Casa Minha Vida.

Se ficou alguma dúvida, só deixar seu comentário abaixo e vamos juntos encontrar o imóvel Minha Casa Minha Vida ideal com você!

O que você achou desse texto?

%d blogueiros gostam disto: