Conheça os 3 maiores arrependimentos no mercado imobiliário

Quem negocia um imóvel, seja compra, venda ou aluguel, vai se deparar com, pelo menos, um dos questionamentos que vamos apresentar abaixo. Antes de qualquer coisa, saiba que os maiores arrependimentos no mercado imobiliário são todos vindos de dúvidas bastante comuns. Mas que nem sempre são colocadas na balança na hora de fechar negócio. Isso pode acontecer por alguns motivos, como é o caso da falta de um suporte especializado e da confiança em informações desencontradas. Veja os exemplos e se prepare para ter uma transação imobiliária tranquila e sem dor de cabeça, principalmente no futuro.

1. Desistir do financiamento do imóvel

Quando se escolhe o novo lar, várias considerações foram tomadas, como, por exemplo, a localização, estrutura, gastos com a mudança, possíveis reparos, locomoção, comprometimento de renda e muito mais. A lista é grande e todo mundo que já se mudou pelo menos uma vez, sabe bem disso.

Mas, à medida que uma nova vida começa naquele novo endereço, a rotina se impõe. Aí, você pode pensar: “será mesmo que era isso que eu queria?”, “será que eu estou feliz aqui?”.

Bom, se a resposta for não às perguntas anteriores, saiba que tudo bem se você quiser se desfazer daquele imóvel e sair do financiamento. O importante é entender que não é possível “devolver” a casa ou apartamento ao antigo dono, no caso da compra, pois agora você é o novo proprietário. Veja abaixo como funciona nesse caso que encabeça a nossa lista aqui do blog de maiores arrependimentos no mercado imobiliário:

2. Retirar uma pessoa do contrato

As pessoas que assinam um contrato dispõem de um vínculo de confiança: só pessoas que têm uma relação no mínimo amigável é que assumem o compromisso de um imóvel.

Mas, é sabido que desavenças e transformações no relacionamento podem acontecer ao longo do tempo. Com isso, as mudanças emocionais refletem no contrato vigente. Por exemplo, no caso de separação do casal e na transferência de cidade de um dos inquilinos que dividiam o aluguel.

A relação pode ficar desgastada, mas isso não quer dizer que você precisa passar por esse que é um dos maiores arrependimentos no mercado imobiliário: o contrato assinado com uma pessoa que não está mais na sua vida. Confira alguns exemplos abaixo de como é possível alterar esse contrato.

Já deu para perceber que o contrato não é um documento imutável, não é mesmo? É preciso analisar caso a caso e estar com o amparo de um profissional competente. Aproveite para conferir um resumo sobre o assunto no vídeo abaixo:

3. Negociar sem o apoio da imobiliária

Não tem como completar a lista sem falar desse que é um dos maiores arrependimentos no mercado imobiliário. A compra direto com o dono do imóvel, ou então a venda desse bem, expõe as partes envolvidas a diversos riscos e merece atenção redobrada.

Os motivos são muitos, por isso selecionamos dois vídeos para te ajudar:

Bônus: maiores arrependimentos no mercado imobiliário no aluguel

Aproveitando que o tema é discutir os maiores arrependimentos no mercado imobiliário, não podemos deixar de frisar os deslizes em relação ao aluguel.

Isso porque essa modalidade é mais rápida do que a compra e o futuro inquilino pode passar despercebido em relação a alguns cuidados.

Então, confira um resumo com tudo aquilo que você deve prestar atenção antes de alugar um apartamento e evitar lamentações.

Se ficou alguma dúvida sobre esses ou outros dos maiores arrependimentos no mercado imobiliário, é só deixar seu comentário abaixo ou então acompanhar as playlists no canal de vídeos, o SGPlay.

Thaiza ass

Thaiza Gribel


Thaiza é jornalista e Assessora de Comunicação da Souza Gomes Imóveis

O que você achou desse texto?

%d blogueiros gostam disto: