Atenção locatário: 5 dicas para o proprietário alugar o apartamento em Juiz de Fora

Antes de o proprietário alugar o apartamento, ele precisa entender uma série de questões. Na prática, tudo fica mais fácil, mas alguns pontos é necessário saber à fundo. Mas, afinal, como funciona a vistoria? Como divulgar o imóvel para aluguel? Quando pedir o imóvel de volta? Qual taxa é de responsabilidade do inquilino? Essa e várias outras questões estão respondidas abaixo!

1. Deixando ou não o imóvel na imobiliária

Uma das primeiras dúvidas do dono do imóvel locado é como fica essa divulgação do apartamento. Será que vale a pena deixar em uma imobiliária? Será que vale a pena deixar em várias imobiliárias? Ou é melhor alugar direto com o inquilino?

Para começar a sequência de dicas, entenda que as suas escolhas influenciam não só as suas finanças e o seu imóvel, mas também a rotina do inquilino no seu futuro lar.

Por isso, confira um vídeo sobre esse primeiro tópico relativo à encontrar o locatário:

2. Vistoria

Para o proprietário alugar o apartamento sem dor de cabeça para ambos os lados, a vistoria é essencial.

Isso porque ela resguarda locador e locatário de problemas estruturais e garante que o imóvel seja entregue do jeito que foi disponibilizado pela locação.

Até porque, você não quer apenas um acordo verbal diante de uma questão séria como o seu apartamento, não é mesmo? A vistoria deixa tudo documentado, confira:

3. Conta de luz

Muitos proprietários de imóveis para alugar não sabem, mas é essencial colocar a conta de luz em nome do inquilino.

O motivo é bem simples: ele mora, ele paga.

Em caso de débito, o nome do proprietário fica sujo, mesmo que ele não esteja consumindo a luz.

Além disso, é bacana para o inquilino ter um comprovante de residência.

Veja como é um processo mais fácil do que parece:

4. Quem paga o quê 

As taxas na locação do imóvel podem ser complexas para algumas pessoas. Sabia, por exemplo, que nem tudo que vem discriminado no boleto de condomínio é de responsabilidade do inquilino pagar?

Não precisa dar um nó na cabeça. O que é de responsabilidade do proprietário fica claro por ser algo que vai perpetuar no imóvel, como a pintura da fachada, por exemplo.

Afinal, o que é conta do inquilino e o que será pago pelo proprietário? Qual a regra? O que é exceção? Confira:

 

5. Pedindo o imóvel de volta

Imprevistos acontecem. Você que pensou em deixar o imóvel alugado, agora precisa desse endereço para uso próprio ou de algum familiar. Como funciona?

Existem regras, visto o contrato vigente, por isso tenha atenção aos detalhes antes de tomar alguma providência:

Outro termo que poucos proprietários de imóveis alugados sabem é a “denúncia”. Ou melhor, a denúncia cheia ou denúncia vazia no imóvel de locação. Mais uma vez, chegou a hora de se informar!

Isso porque essa expressão também está intimamente relacionada ao seu direito de pedir o imóvel de aluguel de volta. Mas fique tranquilo porque a Souza Gomes também tem um conteúdo para te ajudar a entender melhor o seu processo de aluguel:

Se você quer pedir o imóvel de volta porque decidiu vender o apartamento, a situação muda de figura. Isso porque o inquilino pode continuar a locação enquanto o apartamento está sendo anunciado. Mas não para por aí.

Em princípio, é preciso conhecer a Carta de Preferência de Compra e os prazos que essa transação envolve. Parece que é muita coisa para assimilar, não é mesmo? Mas tá tudo explicado abaixo:

Bônus para o proprietário alugar o apartamento

Nada melhor do que um resumão do que é essencial para você proprietário alugar o apartamento.

Por isso, separamos um passo a passo para que o seu imóvel esteja dentro da procura dos inquilinos.

Já adiantamos que ajuda muito no aluguel a questão de ter acessórios em ótimo estado de conservação. Não sabe o que é isso? É só dar o play!

Tem mais dúvidas? Confira um post especial sobre os mitos do aluguel:

Thaiza

Thaiza Gribel


Thaiza é jornalista e Assessora de Comunicação da Souza Gomes Imóveis

O que você achou desse texto?

%d blogueiros gostam disto: